A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), em conjunto com a rede bancária, está desenvolvendo a Nova Plataforma da Cobrança para modernizar o sistema de boletos de pagamento (cobrança bancária), trazendo maior segurança e agilidade para toda a sociedade.

O boleto registrado foi criado para garantir maior segurança e rastreabilidade das transações financeiras realizadas no Brasil. Quando um boleto com registro é emitido, um arquivo digital é imediatamente enviado para o banco, onde o pagamento deverá ser realizado. O alto número de fraudes envolvendo os boletos não registrados foi o principal motivo que levou a FEBRABAN a criar a Nova Plataforma de Pagamentos.

O principal benefício da implantação é o fato de o pagador de um boleto vencido não precisar mais ir até o banco emissor quitar seu débito. Com a Nova Plataforma, será possível pagar um boleto vencido em qualquer agência bancária.

Conforme previsto nas Circulares n.ºs 3.461/2009, 3598/12 e 3.656/13, do Banco Central do Brasil, a rede bancária não mais acatará boletos de pagamento sem o CPF/CNPJ do pagador.

Para se adequar a implementação da Cobrança Registrada, que já começa a valer neste mês de setembro, o período da emissão e alteração das Guias pelo Sindicato dos Comerciários de Vitória da Conquista também passou por mudanças. É preciso que as contabilidades e empresas fiquem atentas ao calendário disponibilizado, pois em hipótese nenhuma poderão ser feitas alterações posteriores nas Guias.

Calendário:

De 20 a 30 de cada mês – Emissão de Guias sem registro, passíveis de alteração. Ressaltando que, após essa data, as Guias não serão, em hipótese nenhuma, alteradas;

Dia 1º de cada mês – Envio e registro das Guias pelo Sindicato dos Comerciários, via arquivo de remessa, para os bancos;

De 1º a 6 de cada mês – Período para que as contabilidades e empresas efetuem o pagamento das Guias registradas.